Baixe uma prévia

Baixe uma prévia
O portal de Oriun

O portal de Oriun

1 comentários

Olá, leitores!

Hoje trago um trecho do meu livro, O portal de Oriun, e algumas informações sobre a obra. Após finalizar o segundo capítulo de Esteros e também o primeiro livro da série, Sobreviventes, eu estou dedicando todo o meu tempo livre para escrever esse livro. O portal de Oriun será uma trilogia, quero três livros. A história narra a aventura dos irmão Alex e Alexandre na busca pela verdade sobre seu passado e também com a missão de libertar o mundo de Oriun das garras do vilão Zarc. Nesse livro estou explorando a Mitologia Grega misturada a Nórdica, especificamente o Ragnok, conhecido como; "o apocalipse dos Deuses". Nesse livro terão as participações dos Deuses: Zeus, Hades, Poseidon, Afrodite, Apolo, e etc.



 Sinopse:

Em um mundo onde a magia existiu de verdade, onde a paz e igualdade jamais antes abaladas, um tirano ergueu-se dentre as trevas e com ele veio à sede pelo poder a qualquer preço. Alianças foram abaladas, batalhas travadas e vidas sacrificadas. A supremacia benéfica deixou de existir e a ganância de Zarc se alastrou infinitamente. Até mesmo as crianças eram obrigadas a integrar os seus exércitos. A terceira parte de Oriun havia sido devastada completamente.
Após 15 anos de tormenta, a esperança ressurge novamente — renasce, junto aos filhos de Egoz.

Abaixo um trecho do livro:

Jesse lançou as suas muletas na carroça e esbofeteava o lombo do jumento, “homenzinho ignorante”. Após meio dia de cavalgada o grupo composto por: Agnesio o bárbaro, Alex o espadachim, Alexandre o mago, Juliana a Hunter, Rubem o Heller azul, Jesse o anão encrenqueiro e Graziela a órfã, estacionaram suas montarias frente a uma pousada.

—Hum, — vamos descansar aqui, Juliana e Alexandre devem interrogar os moradores do local, quem sabe alguém tenha visto Zarc passar por essas terras e nos indique o caminho a seguir. — Ordenou o Anão, lançando ao solo as suas muletas e abandonando a carroça.

Antes que Jesse libertasse o jumento, para pastar, Alex se aproximou:
— Olá, Jesse. Vim buscar as minhas coisas. — Após a partida da Cidadela, Alex achara por bem deixar os seus bens mais preciosos ao cuidado de Jesse. Os seus apetrechos encontravam-se dentro da arca, bem como boa parte dos seus equipamentos essenciais.

— Pegue suas coisas e depois liberte o jumento, irei procurar uma cama e lençóis limpos para dormir um bom sono.

Juliana se aproximou. — Vamos viajar muito, e descansamos pouco, então, aproveitem esse dia — ela pausou a conversa. — Depois disso vamos dormir na floresta, e vai haver frio, neve, e muito mosquito...

— Não temos frio. Viemos do Alasca e levamos muitas roupas — afirmou Alex exibindo os dentes.
Você que pensa humano teimoso! — Sussurrou Jesse, de muito longe, e entrou na porta da pensão.

continua...

1 comentários:

  1. Gustavo Says:

    vou ler ... :)

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.
2010 Os filhos de Egoz | Themes by raycreationsindia | Blogger Template by Blogger Template Place | supported by Blogger Tools